Uma vez abusado, Emmet supera seu passado para se tornar um cão confiante e feliz

Shelter Dog Transformation

As fotos podem ser coloridas, mas a transformação que elas capturam é tão preto e branco quanto o pequeno pêlo de cachorro. Agora conhecido por seus amigos do Instagram como Emmett London, essa mistura do Miniature Pinscher-Chihuahua-Poodle não tinha nome nem sorriso quando Janni Nilsson o adotou há pouco mais de um ano.

“Ele tinha esse olhar vazio em seus olhos. como se ele não estivesse realmente lá ”, diz Janni, que documentou o retorno de Emmett a si mesmo através da mídia social. A evolução de sua conta no Instagram tem muito em comum com o assunto - um pouco instável no começo, mas as fotos ficam mais claras quando Emmett parou de tremer. A dupla se conheceu em novembro de 2015 depois que uma foto de Emmett no Facebook chamou a atenção de Janni . Originalmente da Suécia, mas agora morando no México, Janni não estava querendo adotar um cachorro, mas o anúncio só estava pedindo um lar adotivo para um ex-cachorro de rua que estava tendo dificuldade em se adaptar à vida de abrigo. Quando Janni viu as orelhas grandes e o cabelo moicano de Emmett, ela simplesmente não resistiu e se ofereceu para adotá-lo. “Eu nunca planejei adotar Emmett, mas eu o conheci, e ele era um dos mais traumatizados, aterrorizados e cachorrinhos quebrados que eu já conheci, e eu senti a necessidade de ver se talvez eu pudesse ajudá-lo ”, lembra ela.

Com apenas um ano e meio de idade, o comportamento de Emmett sugeriu que ele sofreu muito em sua curta vida. Ele não andou tanto quanto se arrastou em um estado perpétuo de medo. De acordo com Janni, até mesmo o toque mais gentil de um humano enviaria Emmett em um pânico de gritaria.

“Ficou claro que alguém tinha sido muito cruel com ele. Eu não acho que ele tenha acabado de ser ignorado ou negligenciado, acho que ele foi severamente abusado ”, diz ela.

Encontro Emmett foi um ponto de virada para Janni, que anteriormente não sabia se ela iria compartilhar sua vida com um cachorro novamente depois de Beily. A melhor amiga de Janni por quatro anos, Beily foi um presente de aniversário de um ex-colega de quarto na Cidade do México. Quando o cão e o ser humano se conheceram, Beily era apenas um cachorrinho, e Janni, uma jovem viajante internacional.

Embora fosse costumeiro que as pessoas de sua vizinhança mantivessem cães de raças grandes ao ar livre, Janni não queria esse tipo de vida. Beily (que cresceu para ser 60 libras). Quando chegou a hora de Janni sair do México, a dupla viajou pelos Estados Unidos para Washington antes de voar para a Suécia. “Ela morou comigo por mais dois anos”, explica Janni, que nunca quis permaneceu em seu país de origem por tanto tempo, mas sentiu-se compelida quando viu o quão feliz seu cão estava lá.

Ela atrasou sua própria felicidade por Beily, mas eventualmente Janni não pôde mais adiar a volta ao México. Ela fez a escolha comovente para deixar Beily no lugar que ela ama, com um ser humano que poderia lhe oferecer uma vida incrível.

Por causa de sua experiência com Beily, Janni não estava procurando por um relacionamento de longo prazo quando ofereceu para promover Emmett, mas um ano depois de chocar-se com a decisão de adotar, ela está muito satisfeita por se comprometer.

“Como acabou, Emmett foi o complemento perfeito para minha vida, e um ajuste perfeito para meu estilo de vida, "Ela diz.

Não aconteceu durante a noite, mas o vira-lata de 9 libras floresceu sob os cuidados de Janni, e ela diz que agora pode ver alguma profundidade por trás de seus belos olhos.

" Ele passou o primeiro casal de semanas escondendo debaixo da minha cama. Se ele já saiu, ele correu para trás assim que alguém se moveu ”, lembra ela. “Com o tempo, porém, ele se tornou um cão incrivelmente carinhoso, muito atlético e, acima de tudo, engraçado.”

Uma vez tímido, Emmett agora abordará os visitantes humanos em busca de afeto. Ele também é muito confiante em torno de outros cães, graças em grande parte ao cão de quarto de Janni, Hugo the Pug, que se mudou em dois meses depois de Emmett. Janni fica emocionado ao ver Emmett fazendo amigos, e se considera privilegiado por ser a pessoa dele.

“Eu não posso explicar como foi maravilhoso vê-lo se desenvolver no cão que ele é agora. Se um cachorro como Emmett pode se recuperar de um passado problemático, qualquer cachorro pode ", diz ela.